O Acne é um distúrbio cutâneo muito comum na adolescência, mas em alguns casos, pode-se prolongar até à idade adulta. O aparecimento da acne depende da predisposição genética de cada pessoa, do aumento da produção de sebo e da presença de bactérias que vivem normalmente sobre a pele.

Existe o mito de que não vale a pena tratar o acne e de que ele deve seguir o seu curso! Esse mito não corresponde à realidade porque, sem tratamento, muitos casos de acne irão apresentar uma evolução desfavorável com risco de lesões permanentes. Por outro lado, o tratamento com muita frequência será eficaz e irá permitir uma melhoria da autoestima.

Se não for tratado, o acne pode dar origem a cicatrizes inestéticas ao mesmo tempo desfigurantes, cujo tratamento será difícil. Essa evolução será tanto mais rara quanto mais precoce for o início do tratamento. Assim, sempre que encontrar alguém com acne, incentive-o a ser tratado o mais rápido possível para evitar cicatrizes.

Se o acne foi tratado tardiamente, não foi tratada adequadamente ou sofreu uma acne muito agressiva, podem existir marcas e cicatrizes. Mas não se preocupe, atualmente existem tratamentos e técnicas eficazes para melhorá-los, embora o seu desaparecimento completo seja difícil.

Geralmente são utilizadas técnicas combinadas, pois é habitual que o paciente apresente diferentes tipos e profundidades de cicatrizes em simultaneamente. Antes de escolher um tratamento, é necessário avaliar o paciente, pois nem todas as cicatrizes são tratadas com os mesmos métodos.

Algumas técnicas utilizadas na correção das marcas/cicatrizes de acne são: